Geral

Mercado da carne bovina em ritmo lento

  • Publicado em 02/Ago/2017 s 10h57 ( atualizado s 12h17).

Por George Henrique
Ascom/Sindicarnes


Dentro do previsto, o mercado da carne bovina segue em ritmo lento em todas as praças brasileiras. De acordo com o boletim informativo Intercarnes de ontem, 01, a instabilidade e irregularidade das vendas no atacado e varejo no último final de semana são os fatores que contribuíram para essa lentidão.

A expectativa é que nesta quarta-feira, 02, aconteça uma pequena melhora no cenário quanto à procura e reposição. Nesta semana não há boas perspectivas para uma possível recuperação quanto aos preços no atacado.

As ofertas de carne com osso seguem e deverão manter-se com volumes superiores à demanda no atacado e varejo. Os preços das carnes desossadas, com ofertas, devem permanecer com os preços em oscilação.

O mercado, conforme análise da Intercarnes, espera uma melhor estabilidade da oferta e procura para este final de semana, com o recebimento dos salários por parte do consumidor final, o que deve aumentar consideravelmente as vendas no varejo.

Boi
Conforme o esperado, as ofertas de animais terminados seguem retraídas. O mercado físico está mais especulativo na região Norte e Centro Oeste.

Nesse contexto, verifica-se que os preços sinalizam uma melhor estabilidade. Aos poucos a pressão de baixa vai perdendo força nas principais regiões produtoras.

No Tocantins, as arrobas do boi e da vaca permanecem estáveis. A @ do boi está a R$ 120,00; a da vaca R$ 110,00.